Tendências de Marketing Digital para 2021

blog
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Vamos começar com uma reflexão?  

Durante o ano de 2020, algumas pessoas puderam vivenciar pela primeira vez, uma das maiores pandemias da história, e junto a ela tivemos as maiores mudanças na história. Desde o isolamento social ao comportamento de compra das pessoas.  

Muitas coisas ruins vieram acontecendo, e ainda estão ocorrendo, infelizmente. Mas o que queremos que você analise são as coisas boas que também apareceram com esse novo cenário. Observe só, mesmo longe dos nossos familiares tivemos ferramentas que possibilitaram aproximações que antes não eram nem sequer pensadas. O trabalho de grande parte da sociedade foi mantido, graças às ferramentas remotas.  

Então podemos dizer que 2020 foi um ano que mexeu muito com todo mundo, mas e em 2021, como será esse novo ano? Como essas tecnologias impactam nosso jeito de viver, consumir e trabalhar, vai se desenvolver neste ano?  

Com base no ano anterior, reflita, e vamos falar sobre essas novas tendências.   

O que se espera para 2021? 

Mais Conexões

As pessoas queriam se conectar além das conexões existentes, elas queriam conexões mais reais, mais humanas e que as fizessem se sentir verdadeiramente como são. Existem ferramentas que possibilitam interações em tempo real, como as de mensagem, mas era preciso algo a mais, que já existia, mas só precisava de um “incentivo”.  

As lives foram a prova viva de que existia uma maneira muito melhor de ir além nas interações real-time, com shows, aulas, palestras, entrevistas e tudo que pudesse ser feito com essas ferramentas.  

As experiências foram super bem adequadas para um público que cada vez mais exige humanização no mundo digital.  

Comprometimento e Humanização 

Ao digital e além!  

Esse foi o processo que mais vivemos durante o ano de 2020. O consumidor exige, e nós devemos atendê-lo, claro, com bom senso, mas esse foi um dos processos que mais transformou o marketing.  

A humanização, o comprometimento com as pessoas no meio digital, com certeza marcou o ano de 2020. Com um público totalmente carente de atenção, fragilizado, esse foi o momento em que as marcas deveriam atender às suas maiores dores, digamos que tenha sido o momento chave para uma nova etapa.  

Não houve um comprometimento só com a captação de novos leads, novos consumidores, mas sim com as pessoas, como elas se sentiriam com tais ações, e como poderia se agregar com mais valor à vida delas. Esse comprometimento ia desde as pessoas ao planeta. As marcas só garantem um espaço na vida do consumidor se ela tiver propósitos e valores relevantes, que promovam a diferença na vida de todos aqueles que elas vão interagir.  

Conteúdos que Atraem 

Ok, não é de hoje que a interação existe entre marca e consumidor. No entanto, com tudo isso que veio acontecendo nesse novo momento, atípico, e nada interativo presencialmente, era preciso explorar o contato com essas pessoas, e aproveitar para criar um relacionamento de grandes laços entre ambos. 

Mas como criar esses relacionamentos?   

Para isso, tinha que se destacar, criando conteúdos que gerassem valor e atenção em meio a uma concorrência “enormemente” grande que existe no meio digital. E os vídeos foram a cereja do bolo, um dos principais conteúdos, mais consumidos e mais interativos, ele ultrapassou barreiras. Mas claro, tudo alinhado à sua persona, ou seja, de acordo com o desejo dela, se alguém não gosta de bolo, você não irá oferecer um bolo a ela, não é?  

Então alimente o seu público com o que ele gosta de consumir. E muitas marcas fizeram isso extraordinariamente bem.  

Reels ou TikTok? 

O sucesso dos vídeos foi certo, e isso graças a uma nova plataforma interativa de vídeos, o TikTok, o app mais baixado no mundo, com 2 bilhões de downloads, que já existia, mas explodiu no ano de 2020.  

Logo em seguida, Mark Zuckerberg trouxe um novo jeito de criar vídeos em sua plataforma social, o Reels, que trazia funcionalidades semelhantes.  

Mas o que isso beneficiou as marcas, simples, elas adotaram essas formas divertidas como um novo jeito de criar e desenvolver publicidade. No entanto, é fundamental entender a linguagem desses conteúdos. Como por exemplo, o primeiro, apresenta um perfil muito mais adolescente, então se você deseja tornar sua marca mais jovem e procura trazer esse público para mais perto, esse é o canal ideal, por isso é fundamental analisar sempre sua persona. 

Slow Content  

Pense na qualidade e não na quantidade!  

Nós, especialistas em marcas e conteúdo para o digital, falamos muito sobre o quão é necessário entender o que o seu público gosta, como interagir com ele de forma mais simples e de qualidade. Esse ano que passou foi a prova do que sempre falamos.  

Vivemos um momento em que os conteúdos inundaram as redes, e consequentemente fizeram com que a qualidade se deteriorasse, e não trazem valor nenhum ao consumidor. 

Com isso, as marcas, as pessoas, para este ano, irão mudar o seu hábito de consumo digital e de interação. Com movimentos que transformam mais, que afetam a qualidade de vida das pessoas, do planeta, e alinhados ao que realmente importa, construir uma sociedade mais consciente e humana.  

Então, já sabe, pensou em trabalhar a sua marca, ou até mesmo você, fazendo a diferença e mostrando ao mundo quais são os seus verdadeiros valores, nós da Orquestra Digital saberemos exatamente como transformar você e o seu negócio. 

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

cursos

contato